A INFINITA PRATELEIRA DAS METÁFORAS #019


Enviar este post



Relembrar (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



Eu amei esses lugares
onde o sol
secretamente se deixava acariciar.

Onde passaram lábios,
onde as mãos correram inocentes,
o silêncio queima.
Amei como quem rompe a pedra,
ou se perde
na vagarosa floração do ar.
Eugénio de Andrade
in "Poesia"
Fundação Eugénio de Andrade
Porto, 2000
que as suas palavras sejam a nossa homenagem


1 Respostas a “A INFINITA PRATELEIRA DAS METÁFORAS #019”

  1. Anonymous Sónia 

    Enquanto adolescente, marcaste-me com as TUAS belas poesia.Hoje, onde quer que estejas, aqui vai um bem haja.
    Foste, alias és o meu grande mestre das palavras.
    Até sempre...

Comentar

      Convert to boldConvert to italicConvert to link

 


O Blog

  • O POVO É BOM TIPO PRETENDE SER UM LOCAL DE PARTILHA ONDE LIVREMENTE SE TROCAM GOSTOS, AFINIDADES E INSTANTES DE VIDA. NÃO MAIS DO QUE ISSO.

A População

Séries

Últimos Posts

Livro de Ponto

Arquivo

Periferia

Outras Cidades

Cidades Desabitadas

Outros Povos

Manutenção

  • + Blogger
  • + BlogRating
  • + Blogwise
  • + eXTReMe Tracker
  • + A Música do Povo
  • + Os Links do Povo
  • + Protegido por CreativeCommons