A INFINITA PRATELEIRA DAS METÁFORAS #005


Enviar este post



Relembrar (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



ANTIQUE

Gracioso filho de Pã! Ladeando a tua fronte coroada de bagas e florinhas, os teus olhos, esferas preciosas, movem-se. Duas manchas de esterco cavam-te as faces. Os teus caninos brilham. Teu peito é uma cítara, pelos teus braços loiros correm campainhas. O coração bate-te nesse ventre que abriga, adormecido, o duplo sexo. Passeia-te, de noite, articulando docemente a côxa, essa segunda côxa, e essa perna esquerda.
Jean-Arthur Rimbaud
in "Iluminações"
trad. Mário Cesariny
Assírio & Alvim
Lisboa, 1999


0 Respostas a “A INFINITA PRATELEIRA DAS METÁFORAS #005”

Comentar

      Convert to boldConvert to italicConvert to link

 


O Blog

  • O POVO É BOM TIPO PRETENDE SER UM LOCAL DE PARTILHA ONDE LIVREMENTE SE TROCAM GOSTOS, AFINIDADES E INSTANTES DE VIDA. NÃO MAIS DO QUE ISSO.

A População

Séries

Últimos Posts

Livro de Ponto

Arquivo

Periferia

Outras Cidades

Cidades Desabitadas

Outros Povos

Manutenção

  • + Blogger
  • + BlogRating
  • + Blogwise
  • + eXTReMe Tracker
  • + A Música do Povo
  • + Os Links do Povo
  • + Protegido por CreativeCommons