E DEPOIS DO CAFÉ? #009


Enviar este post



Relembrar (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...





E no fundo a verdade nem era importante, porque o amor não se rege pelo trago do orgulho. Mais do que uma teia de encontros/desencontros, atracções/fugas, amores/traições, “Perto demais” deambula pela necessidade de possuir, característica do amor masculino. É como que um punhal no orgulho do macho. Pelo olhar de Anna (Júlia Roberts) no final, Larry (Clive Owen) fica-lhe apenas com o corpo e com o orgulho inviolado. Já Dan (Jude Law) nem com a máscara da sensibilidade, quase feminina, detém o impulso da propriedade. Quando a verdade desnecessária pouco importaria à felicidade, o orgulho, filho da insegurança, interpõe-se e rouba-lhe o amor. Alice ou Jane (Natalie Portman), aparentemente a personagem menos forte, não entra no jogo. Ela é a insubmissão do domínio e talvez a única verdadeiramente livre.
Mais uma vez confirma-se a riqueza e intensidade dos argumentos de Mike Nichols e ainda tão na memória a série “Anjos na América”. É imperdoável perder este filme.
v. LEAL BARROS


0 Respostas a “E DEPOIS DO CAFÉ? #009”

Comentar

      Convert to boldConvert to italicConvert to link

 


O Blog

  • O POVO É BOM TIPO PRETENDE SER UM LOCAL DE PARTILHA ONDE LIVREMENTE SE TROCAM GOSTOS, AFINIDADES E INSTANTES DE VIDA. NÃO MAIS DO QUE ISSO.

A População

Séries

Últimos Posts

Livro de Ponto

Arquivo

Periferia

Outras Cidades

Cidades Desabitadas

Outros Povos

Manutenção

  • + Blogger
  • + BlogRating
  • + Blogwise
  • + eXTReMe Tracker
  • + A Música do Povo
  • + Os Links do Povo
  • + Protegido por CreativeCommons