E DEPOIS DO CAFÉ? #007


Enviar este post



Relembrar (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...




"NIPOMA" »»» DOROTHEA LANGE
O Centro Português de Fotografia apresenta quatro novas exposições abertas ao público até 13 de Março. Do programa fazem parte a “Colecção de Fotografia do Concello de Vigo”, com trabalhos realizados por diversos fotógrafos entre 1984 e 2000 no âmbito da Fotobienal realizada pelo Concello de Vigo e produzida pelo Centro de Estudos Fotográficos. Nesta exposição apresentam-se trabalhos de carácter monográfico de artistas já consagrados internacionalmente como Mário Giacomelli e Alvarez Bravo, bem como trabalhos de jovens fotógrafos dos quais se destacam Antoine DÁgata e Eggleston.
“Alexandre Delgado O´Neill”, exposição retrospectiva do trabalho do filho de Alexandre O’Neil e da realizadora Noémia Delgado, onde se verifica a procura do autor em apontar diversos caminhos na forma de comunicar e de retratar as inquietações do seu tempo através de uma obra diversificada e experimentalista. Alexandre Delgado O’Neill, apesar da sua vida breve, deixa-nos um punhado de trabalhos de uma intensidade inquietante reflectida nas suas fotografias, nas suas colagens e nos seus desenhos.
A “Colecção Ferreira da Cunha” é uma selecção do Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa e pretende ser uma panorâmica do fotojornalismo português na primeira metade do séc. XX. Destaca-se em especial uma fotografia de Ferreira da Cunha, “O Cardeal Patriarca D. Manuel Gonçalves Cerejeira de visita a um asilo de rapazes”, 1929, de uma beleza impressionante. Nesta fotografia vemos o cardeal Cerejeira ao centro, imponente, nas suas vestes eclesiásticas, rodeado por um grupo de rapazinhos órfãos. Apesar da intenção forte do enquadramento, os nossos olhos fogem do centro e fixam-se em cada canto da fotografia admirando cada um dos pequenos rostos que a preenchem, perguntando, que vida está por trás deste sorriso, ou destes olhos tristes?
Por fim a “Colecção Nacional de Fotografia: novas aquisições”, uma oportunidade única para ver a fotografia-ícone do instante decisivo de Henry Cartier-Bresson, os estudos anatómicos do movimento de Muybridge, o trabalho vanguardista de Fernando Lemos e ainda a intensa fotografia de Dorothea Lange, Nipoma, de 1936, um retrato do “crash” americano na década de 30.
v. LEAL BARROS


1 Respostas a “E DEPOIS DO CAFÉ? #007”

  1. Blogger Fernando_Vilarinho 

    essa fotografia da Dorothea Lange parece sempre tão actual.
    se não soubéssemos a sua data seria bem árduo de situá-la!!
    Naquele tempo 1a fotografia de uma mulher assumir tanto destaque era assumidamente um milagre. Um assombro saída da objectiva de Lange!

    Ela e Margaret Bourke-White são as grandes referências do fotojornalismo feminino (e não só) americano (e tb não só)da 1ª metade do século XX.

Comentar

      Convert to boldConvert to italicConvert to link

 


O Blog

  • O POVO É BOM TIPO PRETENDE SER UM LOCAL DE PARTILHA ONDE LIVREMENTE SE TROCAM GOSTOS, AFINIDADES E INSTANTES DE VIDA. NÃO MAIS DO QUE ISSO.

A População

Séries

Últimos Posts

Livro de Ponto

Arquivo

Periferia

Outras Cidades

Cidades Desabitadas

Outros Povos

Manutenção

  • + Blogger
  • + BlogRating
  • + Blogwise
  • + eXTReMe Tracker
  • + A Música do Povo
  • + Os Links do Povo
  • + Protegido por CreativeCommons