ARCHITECTVRA #001


Enviar este post



Relembrar (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...




BRASÍLIA »»» PASSEATA
FONTE: RIZOMA.NET
O USO POLÍTICO DO ESPAÇO: AS ESTRATÉGIAS ESPACIAIS INSCRITAS NOS CONFLITOS SOCIAIS DA AMÉRICA LATINA (1)
Coletivo LEMTO – UFF - Laboratório de Estudos de Movimentos Sociais e Territorialidades
Introdução

Toda a nossa investigação parte da consideração histórica e geograficamente observável de que o conflito social é parte das relações sociais e de poder. Nesse sentido, o conflito social é considerado não só como um fato social em sua positividade como, também, um fato-sendo-feito e, por isso, aberto às circunstâncias do lugar e do tempo em que ocorre. As relações sociais e de poder não se constituem como uma ordem cuja normalidade, vez por outra, seria acometida por disfuncionalidades, anormalidades, desordens e conflitos. Ao contrário, os conflitos sociais são parte da ordem social que constituem e que por meio deles se transforma/se afirma. Assim, o conflito social ganha uma enorme relevância teórico-política e, como tal, se coloca como um conceito fundamental para a constituição das ciências sociais na perspectiva de um campo do conhecimento preocupado com as mudanças e com as transformações da sociedade.
O conflito social nos oferece a possibilidade empírica de abordar as contradições sociais. Ele é a manifestação concreta dos antagonismos de grupos e classes e por meio dele se evidencia a experiência concreta de construção de sujeitos sociais, onde se configuram a construção de identidades coletivas, de motivações e interesses compartilhados, estratégias de luta, assim como formas de organização e manifestação.
Os tipos de manifestações são as formas pelas quais os conflitos efetivamente se concretizam. Uma manifestação é a concretização da ação desencadeada por um protagonista, é o conflito enquanto ato. A manifestação é o conflito stricto sensu. São as manifestações que permitem uma expressão espacial desses grupos sociais diante da sociedade. De forma alguma estamos afirmando que a existência dos conflitos sociais não seja possível sem as formas de manifestação, porém são através das mesmas que se apontam os afloramentos dessas problemáticas diante da sociedade em geral, muitas vezes desinformada ou distante desses conflitos.
CONTINUE A LER ESTE ARTIGO
O Coletivo LEMTO são: Leandro Riente da Silva Tartaglia, Carlos Walter Porto Gonçalves, Glauco Bruce Rodrigues, Leonardo Genaro, Leonardo da Costa, Luís Santos, Paulo Bahia, Pedro Quental, Tatiana Tramontani Ramos, Vitor Hugo.


1 Respostas a “ARCHITECTVRA #001”

  1. Blogger NR 

    O edifício é bem giro. ;)

Comentar

      Convert to boldConvert to italicConvert to link

 


O Blog

  • O POVO É BOM TIPO PRETENDE SER UM LOCAL DE PARTILHA ONDE LIVREMENTE SE TROCAM GOSTOS, AFINIDADES E INSTANTES DE VIDA. NÃO MAIS DO QUE ISSO.

A População

Séries

Últimos Posts

Livro de Ponto

Arquivo

Periferia

Outras Cidades

Cidades Desabitadas

Outros Povos

Manutenção

  • + Blogger
  • + BlogRating
  • + Blogwise
  • + eXTReMe Tracker
  • + A Música do Povo
  • + Os Links do Povo
  • + Protegido por CreativeCommons