OITO DE DEZ PRENDAS DE NATAL


Enviar este post



Relembrar (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...




"O nascimento de Cristo" - Carlo SARACENI
Cartão de Natal a M.L.S.
Maria Luisa quantas vezes
recolheremos esta nossa vida
na piedade de um verso, como os Santos
na palma da sua mão as cidades muralhadas?
A primavera quantas vezes
voltará a moer os meus grãos de tristeza
dentro das chuvas, até teu rasto
inconsolável - em Saint Cloud, na Giudecca?
Não bastará um Natal inteiro
para trocarmos as fábulas mais suaves:
as túnicas de urtiga, os sete mares,
a dança sobre as espadas.
"Admiravelmente o tempo se desprega..."
reconduzirá no tempo este mínimo
escorrer, uma mulher, um átomo de fogo:
nós que vivemos sem fim.
Cristina Campo
in "O passo do adeus"
Assírio & Alvim
Lisboa, 2002


1 Respostas a “OITO DE DEZ PRENDAS DE NATAL”

  1. Blogger valter hugo mãe 

    este poema é absolutamente belo.
    obrigado pela tua visita. vim visitar-te e gostei muito da tua selecção. davas um bom antologiador, sabes ver um bom texto. passarei por aqui para reparar em coisas que me possam escapar, porque me pareces que estás atento.
    abraço e, no dia de hoje, bom natal

Comentar

      Convert to boldConvert to italicConvert to link

 


O Blog

  • O POVO É BOM TIPO PRETENDE SER UM LOCAL DE PARTILHA ONDE LIVREMENTE SE TROCAM GOSTOS, AFINIDADES E INSTANTES DE VIDA. NÃO MAIS DO QUE ISSO.

A População

Séries

Últimos Posts

Livro de Ponto

Arquivo

Periferia

Outras Cidades

Cidades Desabitadas

Outros Povos

Manutenção

  • + Blogger
  • + BlogRating
  • + Blogwise
  • + eXTReMe Tracker
  • + A Música do Povo
  • + Os Links do Povo
  • + Protegido por CreativeCommons